Este não é mais um texto sobre Amamentação. Parte 1.

AMAMENTAÇÃO, O BÁSICO.

Amamentação durante a primeira hora de vida:

Quando o bebê nasce (e isso é especialmente verdade quando a mãe vivência o trabalho de parto), existe um período curto onde o bebê está em estado de alerta, que dura em média de 40 minutos há uma hora. Durante este estado de alerta, o bebê fica com os olhos abertos, mais calmo e atento aos movimentos e sons ao seu redor. É neste período que o instinto de mamar é mais forte. Passado este estado de alerta, o bebê fica sonolento e a visão mais embaçada (a visão volta a ficar cada vez mais nítida com o passar das primeiras semanas de vida). Muitos especialistas acreditam que este estado de alerta seja a forma que a natureza encontrou para auxiliar na formação do vínculo mãe e filho e para estabelecer o início da amamentação. Por isso, é importantíssimo que o seu bebê mame e que vocês façam contato pele com pele durante a primeira hora de vida. O contato pele com pele também ajuda a estimular a produção de leite. Sei que parece ser muita informação. Afinal, você acabou de parir, são tantas novidades e você já tem que dar de mamar? A maternidade é assim mesmo. Respire.

Grávidas: Se informem com antecedência, não tenham medo de perguntar, e não se deixem pegar de surpresa, converse com seu pediatra antes do parto, amamentar logo após o parto é um DIREITO SEU e DO SEU BEBÊ!

Posições e Pega:

A maioria das maternidades e hospitais contam com consultoras de amamentação que ensinam as mães como amamentar. Mas caso você precise de uma “colinha” para lembrar e ter certeza que você está fazendo “certo”, aqui está:

  • Rosto do bebê de frente para a mama, com nariz na altura do mamilo.
  • Corpo do bebê próximo ao da mãe.
  • Bebê com cabeça e tronco alinhados (pescoço não torcido).
  • Bebê bem apoiado.
  • Mais aréola visível acima da boca do bebê que embaixo.
  • Boca do bebê deve estar bem aberta.
  • Lábios estarão virados para fora.
  • Língua do bebê deve estar encaixada em torno do mamilo.
  • Queixo tocando a mama.
  • As bochechas permanecerão arredondadas.
  • Você consegue ouvir seu filho engolindo o leite.

E se mesmo assim você estiver na dúvida, faça o seguinte: Vá para um quarto com o seu bebê, diminua a iluminação, fique lá quietinha, você e seu bebê. Ache uma posição que lhe parece certa. Siga o SEU instinto de mãe. Não é papo de natureba não. O instinto materno EXISTE, aprenda a ouvir e confiar no seu. Respire.

O fator DOR

FullSizeRender-10

Algumas poucas mães nunca sentem dor para amamentar, nem mesmo nas primeiras mamadas. Já a grande maioria das mulheres sentem dor SIM. Me desculpe o choque de realidade mas as primeiras mamadas podem ser bem desconfortáveis. Você vai ler por aí que amamentar não dói e que se você estiver sentindo dor é porque você está fazendo algo errado ou a pega do bebê não é adequada. Isto é parcialmente VERDADE (ou parcialmente mentira, como você preferir). É verdade que dor na amamentação PODE ser causada por problemas na pega do bebê. MAS, nas primeiras semanas, é totalmente normal sentir dor, mesmo que o seu bebê tenha a pega mais perfeita do mundo. Com os meus dois meninos eu NUNCA senti absolutamente nenhuma dor. Nem mesmo nas primeiras mamadas. Já com a Zara foi outra história. Assim que a Zara nasceu ela foi colocada no meu peito e em menos de 20 minutos ela já estava mamando. Eu lembro que no momento da primeira pega eu fui a Marte, dei uma volta por lá, dei uma passada por Plutão (que nem planeta mais é), vi todas as estrelas de todas as constelações, e voltei! Que dor era essa minha gente?! Tirei ela do peito imediatamente porque não estava acreditando naquela dor. Não poderia ser normal. Quando a consultora de amamentação foi nos visitar, como de costume em todos os hospitais daqui, minha vontade era de perguntar: What a fuck is this? (em outras palavras, que porra é essa?). Mas achei melhor só explicar que a Zara era minha terceira filha e que algo estava errado porque estava doendo muito!  Ela me pediu para amamentar a Zara pois ela queria ver se tinha algo errado. Resumo da ópera, ela achou a pega da Zara excelente e disse que não tinha absolutamente nada para corrigir.

Os primeiros dias amamentando a Zara foram de pura tortura. Lembro que eu ficava olhando no relógio e conforme a próxima mamada ia se aproximando eu começava a suar frio de nervoso. Lá pelo sexto dia de sofrimento eu resolvi buscar ajuda. Meu mamilo já estava em carne viva e eu já estava no auge do desespero. Fui consultar com uma outra consultora de amamentação que trabalha no consultório do nosso pediatra. Amamentei a Zara na frente dela e mais uma vez a resposta foi: Pega, postura e posição impecável. Ela me disse para aguentar firme, que a dor iria passar em alguns dias. Resolvi aceitar a situação, aceitei que com a Zara o caminho da amamentação seria um pouco mais penoso. Respirei, respirei e respirei. E não é que passou? Hoje em dia (a Zara está com quase 4 meses) amamento normalmente, não sinto absolutamente nenhum desconforto. Poderia dar de mamar dormindo. Moral da história: No começo sentir dor pode sim ser normal mas se a dor persistir pode ser sinal de problemas na pega. Complicado né?  Eu sei, a maternidade é assim mesmo. Respire.

Com que frequência se deve amamentar

Hoje em dia se fala muito em “amamentação em livre demanda” x “amamentação com rotina.” Assunto que será discutido em um próximo post, mas independente de qual caminho você pretende seguir, nos primeiros dias é importante que o seu bebê mame em livre demanda. A produção de leite é regulada pela freqüência com a qual o bebê suga e esvazia o peito. Nos primeiros dias a produção de leite é pequena, assim como o tamanho do estômago do seu bebê. Por isso, o bebê precisa mamar com frequência.  Uma das frase que mais ouvi por aqui, dos profissionais da área, é que durante os primeiros dias de amamentação you CAN’T nurse too often but you CAN nurse too little. Isto quer dizer que, no começo, não existe “amamentar de mais” mas com certeza pode existir o “amamentar de menos”. Imagine que o seu peito virou uma churrascaria rodízio e você tem que oferecer… Putz depois desta até perdi o fio da meada. Não estou acreditando que eu estou prestes a comparar o peito feminino à uma churrascaria rodízio. Quem sou eu? Quem é esta mulher minha gente?  Eu que mantinha meus lindos seios dentro dos mais lindos sutiãs da Victoria Secrets agora estou aqui me referindo a eles como churrascaria rodízio?! Afeee como a maternidade muda uma pessoa…! Respire.

Meu bebê só se acalma no peito:

Achei perfeita a explicação que um pediatra deu para uma amiga minha:

Imagine que você está com muita, muita, muita, muita fome. Você senta na mesa para comer e te servem um prato com uma única ervilha. Aquela ervilha, momentaneamente, alivia sua fome, mas minutos depois você já está com fome novamente. Você volta para a mesa e te servem mais um prato, com uma única ervilha. Mais uma vez você fica momentaneamente satisfeita, mas minutos depois já está com fome. Conforme os dias vão passando, o prato começa a vir com mais ervilhas (duas, três, quatro…) e com isso, o tempo que você fica satisfeita também aumenta.

Por isso, no início, é normal que seu bebê queira mamar toda hora. Além do mais, é uma questão de instinto, o bebê “sabe” que ele precisa estar no peito com freqüência para estimular o seu corpo a produzir leite. Quando o bebê está nesta fase que só fica calmo quando está mamando, a gente fica tão exausta que não enxerga luz no fim do túnel. Parece que esta fase não irá passar nunca. Acredite, vai passar. Sei que é cansativo, mais passa. Viva um dia após o outro. Tente levar um dia de cada vez. Respire.

Meu bebê só dorme, e agora?

É normal que o seu bebê pareça ser “preguiçoso” e  queira passar o dia inteiro dormindo. A recomendação geral que recebi é de que, pelo menos nos primeiros dias, se deve acordar o bebê durante o dia a cada 2-3 horas para mamar. Sei que é tentador deixar o bebê dormir por várias horas seguidas, assim você também pode descansar. Mas não pule mamadas. As primeiras semanas são cruciais para estabelecer a amamentação. Cansa? Claro que cansa. Mas a recompensa é absurdamente boa. Lembre-se: Esta fase vai passar. Respire.

Você está na neura, achando que o seu bebê não está mamando o suficiente? Aqui estão os principais sinais de que o bebê está mamando o suficiente:

  • O bebê mama no mínimo 8 vezes num período de 24 horas
  • Faz xixi pelo menos 6 vezes num período de 24 horas
  • Faz côco pelo menos 3 vezes num período de 24 horas
  • Ganho de peso

Não sei se existe no Brasil, mas aqui as fraldas Pampers e Huggies vem com uma listrinha amarela bem na frente da fralda. Esta listrinha muda de cor uma vez que o bebê faz xixi. Assim, você tem como saber se o bebê fez xixi ou não, já que no começo a quantidade de xixi é tão pequena que quase não da para perceber que tem xixi na fralda. Você vai aprender que a grande maioria das mães são um pouco obcecadas por fraldas, mais especificamente com o conteúdo da fralda. Você vai se pegar olhando fixamente e analisando cor de cocô e colocando no google frases como: “Cocô – amarelo – mostarda –  normal – recém nascido.” Respire.

Esvazie bem um seio, antes de oferecer o outro.

Durante os primeiros minutos da mamada, o leite que sai do peito é rico em açúcar e pobre em gordura. Já o leite no final da mamada é um leite bem mais rico em gordura. É muito importante que o bebê receba este último leite, o mais gordinho. Portanto, deixe o bebê esvaziar bem um peito antes de oferecer o outro.

Dependendo da quantidade de leite que você produzir e também da fome do seu bebê, ele/ela vai mamar somente em um ou nos dois peitos por mamada. Com os meus filhos, algumas vezes ele só ficavam satisfeitos depois de mamar nos dois peitos, mas na grande maioria da vezes eles mamavam em apenas um peito por mamada. O seu bebê te dará sinais que ele está satisfeito, aprenda a identificar estes sinais. Aqui eles costumam dizer que você deve “follow your baby’s lead”, ou seja, deixe o seu bebê te guiar. Respire.

Duração de cada mamada

Não existe regra para quanto tempo o seu bebê deve ficar no peito. Lembro que eu pesquisava sobre isto na internet e achava respostas como “15-20 minutos em cada peito.” Isto só me confundia porque NUNCA um filho meu mamou por mais de 5  minutos em cada peito. O tempo da mamada depende muito da quantidade de leite que sai do seu peito e da intensidade que o seu bebê mama. Cada bebê, assim como cada mãe, é único. Deixe o seu bebê mamar até que ele se mostre satisfeito. Respire.

Mamilos machucados e/ou sangrando

  • Faça da bombinha de tirar leite sua melhor amiga. Ao invés de oferecer o seio machucado para o bebê, intercale uma mamada no peito e a outra esvazie o peito na bombinha e ofereça o seu leite na mamadeira. A sucção da bombinha é mais leve e você pode controlar a intensidade. Assim você da um alívio para o mamilo e da oportunidade para ele cicatrizar.
  • Após cada mamada ou após usar a bombinha, deixe o peito secar naturalmente. Espere um pouco para colocar o sutiã. No velho e bom português: Fique andando com os peitos de fora pela casa.
  • Use pomadas a base de lanolina que sejam apropriadas para lactantes. A mais famosa delas é a Lansinoh. Estas pomadas são milagrosas e em 1-2 dias o seu mamilo está novinho em folha.  Depois de aplicar a pomada espere um pouco para colocar o sutiã, mais uma vez: Fique andando com os peitos de fora pela casa.
  • Caso o mamilo esteja muito machucado você pode tentar usar o protetor de mamilo. Este, na minha opinião, seria o meu último recurso.
  • Respire, respire e respire e quando tudo parecer não ter solução, respire mais um pouco. Você não está sozinha 🙂

O próximo post será sobre muito leite, pouco leite, e como aumentar ou diminuir a produção de leite.

Beijos

2 comentários sobre “Este não é mais um texto sobre Amamentação. Parte 1.

  1. Realmente, o bico de silicone como ultimo recurso, na maternidade fui instruída a usar com meu bebe pois tinha pouco bico, por falta de informação e com medo do meu bebe passar fome aceitei de cara a recomendação e meu marido foi correndo q farmácia mais próxima comprar um, a segunda mamada do meu bebe já foi com bico de silicone , e assim foi indo, ele já tem 1 ano e ainda usa o bico para mamar, pior coisa do mundo viu, queria não ter dado ouvidos a enfermeira do banco de leite desinformada 😩 parabéns pelo blog e pelo texto.. Tudo impecável 👏 to amando

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s