O amor é o suficiente

“- Como você conseguiu mãe, como você conseguiu ser uma mãe tão boa?”
“- Eu não sei se consegui. Eu apenas te amei de todo o meu coração.”

Lembro desta conversa que tive com a minha mãe, na mesma semana em que o Cae nasceu.

E até hoje eu me pergunto: Será que o meu amor vai ser o suficiente? A pergunta vem acompanhada da memória da minha mãe, que se foi há quase 12 anos. Amanhã, dia 23, seria aniversário dela. Gostaria muito que ela soubesse que constantemente eu pego o meu coração pensando:
Obrigada mãe. Perdão mãe. Hoje eu entendo mãe:

Obrigada por todas as vezes que você me colocou no colo, me fez cafuné, e me apertou contra o seu peito, tão forte, que ainda consigo sentir o seu cheiro. Agora eu entendo.

Obrigado por fazer tanta questão de demonstrar a importância dos laços de família e da amizade. Por me ensinar a aceitar e a pedir perdão. E por ser o meu maior exemplo de caridade e altruísmo.
Agora eu entendo.

Obrigada por ter sido minha melhor amiga, mesmo quando eu não tinha a menor idéia disso. Obrigada por me afastar de quem não era boa companhia. Obrigada por me enfrentar quando eu achava ser a dona da verdade.
Agora eu entendo.

Obrigada por ter dito muitos SIM e muitos NÃO. Obrigada pelo seu tempo. Por todos os momentos da sua vida que você abriu mão, por todo o sacrifício que você fez por mim, sempre visando a minha felicidade.
Agora eu entendo.

Perdão mãe. Perdão por ter dito coisas ruins. Perdão por todas as vezes que feri seus sentimentos. Perdão pelos dias que eu te deixei triste, angustiada, ou com raiva. Perdão por todas as vezes em que não te escutei. Você estava certa. Em absolutamente todos os seus conselhos. E agora eu entendo.

Tudo o que eu mais queria era poder voltar no tempo, para enxugar todas as lágrimas que você chorou por minha causa. Infelizmente não posso. E por isto, eu sinto muito mãe.

Queria poder voltar no tempo para congelar as inúmeras risadas que demos juntas, só para te dar um abraço apertado, chegar perto do seu ouvido, e dizer baixinho o quanto eu te amo, e o quanto eu agradeço a Deus por ter tido você em minha vida.

Eu não mudaria uma única escolha que você fez em relação a mim. Quando eu olho para trás, o que eu realmente me lembro é o quanto você me amou. Sempre senti o seu amor, não importa onde eu estava, ou o que eu estivesse fazendo. De uma forma ou outra, seu amor sempre se fez presente.

Foi o seu amor que me levou para todos os lugares que eu já fui. E foi o seu amor que me trouxe até aqui. E saiba que não existe nenhum outro lugar no mundo onde eu gostaria de estar.
E é por isso, é por tudo isso mãe, que quando me pergunto se o meu amor será o suficiente, eu me lembro de você. E assim, imediatamente encontro a resposta para a minha pergunta: Sim, o meu amor há de ser mais do que o suficiente.

2 comentários sobre “O amor é o suficiente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s