Carta para o meu marido

Processed with VSCO with f2 preset

Carta para o meu marido,

O relacionamento mudou. O tempo é pouco. A paciência é curta. E nós estamos sempre esgotados.

Acabaram-se os Sábados no sofá, recheados de gordices e maratona de seriados.
Acabaram-se os dias fáceis de praia onde conseguíamos facilmente carregar tudo aquilo que precisávamos levar.
Acabaram-se as manhãs preguiçosas, românticas, e em câmera lenta.

Saudades da época em que a maioria das nossas mensagens de texto incluíam as palavras: Surpresa, sexo e vinho. E que hoje foram substituídas por: Por favor passe no mercado, compre frutas e OB.

É ilusão dizer que nada mudou, mas será que realmente mudou para pior?
Se me perguntassem isso há 6 meses atrás, a resposta seria um gigantesco sim. Mas passado o turbilhão da chegada de mais um recém nascido, hoje já enxergo as coisas de uma forma diferente.

Antes dos filhos, as declarações de amor precisavam ser grandiosas e complexas. Com filhos pequenos, enxergamos o amor nos pequenos gestos. Amar pode ser levar as crianças para sala e fechar a porta do quarto, só para deixar que o outro durma um pouco mais.

Quando se tem filhos pequenos, o amor pode estar numa rapidinha no banheiro durante a soneca das crianças. E também está no olhar de indignação e na risada engasgada quando um dos filhos acorda e chora bem durante o acontecimento.

Quando se tem filhos pequenos, o amor aparece em um fim de tarde de uma terça-feira. Ele surge naquela sensação gostosa de quando toca uma música que nos lembra o começo do namoro.

Quando se tem filhos pequenos, o amor está num copo de água com gelo, em palavras de encorajamento, e no esforço mútuo em tentar colocar o relacionamento de volta ao topo da lista de prioridades.

Eu sei que houveram momentos em que nos perguntamos se realmente é tão difícil assim, ou se somos o único casal do mundo que não sabe lidar com os cuidados e a responsa de ter uma família.

E me fascina pensar que em meio a tantas variáveis, ainda conseguimos encontrar e reencontrar o nosso elo e o nosso amor.

Eu te amo nas noites calmas enquanto olhamos para a televisão em silêncio. Eu te amo nas decisões difíceis, nas manhãs frenéticas, nas preocupações financeiras, nas irritações do dia a dia (ok, talvez nas irritações eu não te ame tanto assim). Eu te amo no nosso mini estado de êxtase quando todas as crianças dormem e temos a sala em silêncio só para nós. Eu te amo no caos da hora do jantar, nas nossas piadas internas, e nas manhãs de verão na praia.

Eu te amo quando tiramos par ou ímpar para decidir coisas bobas, e quando estamos debaixo do edredom brigando por um travesseiro extra. Eu te amo enquanto você anuncia pela casa que mais uma vez perdeu a carteira, apenas para encontrá-la na gaveta do armário. Eu te amo quando você abraça nossos filhos e eu te amo quando você diz que os ama. Eu te amo as seis da manhã quando estamos deitados de costas, ambos silenciosamente torcendo para que o outro levante para acudir a criança que acordou. Eu te amo nas menores coisas, pois são elas que continuam a confirmar, o seu enorme coração, o seu caráter inabalável, e todas as outras qualidades que fizeram com que eu me apaixonasse.

Antes dos filhos, amar era companheirismo, perdão, esperança, diversão, amizade, e porto seguro.
Com filhos pequenos, amar é companheirismo, perdão, esperança, diversão, amizade, e porto seguro.

Porque no final das contas, não importa o quanto difícil as coisas fiquem, só existe uma pessoa no mundo que me faz encarar tudo isto, e esta pessoa é você.

2 comentários sobre “Carta para o meu marido

  1. Puxa Vida. Estou sem palavras. Porém gostaria que soubesse que você tem o dom com as palavras. Me sentí muito representada com este texto. Gostaria de saber escrever desta maneira. Parabéns. Que maravilha de dom.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s