Carta de aniversário para o meu primeiro filho.

Você, você, você. Você quem abriu meu coração. Você quem me ensinou este amor ilimitado e incondicional. Você quem mudou tudo.

Lembro do dia em que segurei você pela primeira vez. Foi como se o céu e e a Terra tivessem se tocado por um instante. Eu nunca me senti tão segura e com tanto medo ao mesmo tempo.  Eu não tinha idéia do que estava fazendo. Eu não estava pronta para ter um bebê. Eu não estava pronta para você. E você me transformou.

Você foi a primeira pessoa capaz de me fazer esquecer de mim mesma.Você foi o primeiro ser que me fez perder o sono por uma febre alta. Você foi o primeiro que me fez sentir o medo de errar. Você foi o primeiro que me tirou do sério. O primeiro que me fez chorar de culpa. Você foi a primeira prova viva de que Deus existe. E de que Ele é bom. Infinitamente bom.

Você. Voce Você. Você e este seu jeito doce, amável, carinhoso. Você que já nasceu “criado”. Que nunca deu trabalho. Parece que já veio preparado para ensinar esta mãe inexperiente e imatura que lhe esperava.

Eu grito. Eu choro. Eu te coloco de castigo. Eu chego atrasada nos seus jogos de futebol. Eu te obriguei a fazer aula de violão. Eu deixei você sair do violão. Eu te obrigo a comer brócolis e depois compro doces e porcarias. Eu te peço favores que não deveria: “Olhe o seu irmão por 5 minutos para eu terminar isto aqui.” Eu cobro coisas que não deveria: “Eu já não pedi para você me ajudar com seu irmão?”

Eu perco a paciência. Eu falo coisas e me arrependo depois. Eu digo que estamos atrasados. Eu te apresso.  Eu sempre te apresso. Eu choro um pouco mais. Eu me divorciei do seu pai. Casei com outra pessoa.  Fiz com que você tivesse que dividir minha atenção com mais dois irmãos. Eu peço para você não fazer barulho pois seus irmãos estão dormindo. Eu choro um pouco mais.

E você me ama mesmo assim.

Você. Você. Você. Você foi meu primeiro recém-nascido, meu primeiro bebê, minha primeira criança, meu primeiro amor sem fim.

Apesar de eu ter lhe “dado” a vida, foi você quem salvou a minha. Nos dias mais difíceis,  foi por você que sobrevivi. Você salvou minha vida tantas, e tantas, e tantas vezes.

Você. Você. Você. Você e este seu coração enorme, que nem se quer imagina as lições que me ensina. Atitudes e comentários que que me fazem perder o rumo.

Você já está crescido, e às vezes me pergunto se eu já não deveria estar tirando de letra esta tal de maternidade. Mas não, ainda continuo tentando.  E você continua acreditando e confiando em mim. Da mesma forma que fazia quando era um bebê e eu mal sabia como cuidar de você.

Você. Você. Você. Você que está em todos os meus pensamentos, sonhos, orações, e em cada pedido que faço para estrelas cadentes.  Você sempre será o meu primeiro. Meu primeiro amor. Meu primeiro serzinho. Meu primeiro encontro com a felicidade.

Obrigado por amar todas as minhas imperfeições. Eu sou uma pessoa infinitamente  melhor por causa de você, e eu continuo aprendendo com você. Obrigada por crescer junto comigo. Obrigada por ter me escolhido como sua mãe. Perdão por todos os erros que cometi enquanto tentava acertar.

Eu te amo meu filho, com todo o meu coração. Com cada pedaçinho do meu corpo, e com cada centímetro da minha alma. E se um dia você, ou um dos seus irmãos, me perguntar se há amor o suficiente para os três, saiba que sim, que há amor de sobra para cada um de vocês, graças a esta absurda expansão que você, meu primeiro, foi capaz de fazer no meu coração.

Feliz aniversário.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s