Lute por você também


Ninguém te prepara para os primeiros 3 meses de maternidade.
Se você teve parto normal a sua periquita fica mais inchada do que semente de chia de molho. Se você teve cesariana é provavel que tenha saído do hospital no estilo corcunda de Notre Dame, e com uma super agonia só de pensar em tirar o esparadrapo de cima daquela cicatriz.
Dormir passou a ser uma palavra não existente no seu dicionário.
Se antes você sonhava em ganhar na mega sena da virada, agora quem vira é você. A noite. Acordada.
Pessoas que antes nem te dirigiam a palavra, passam a te dar “dicas”. Há dicas para tudo. Para fazer o bebê dormir, para fazer o bebê acordar, como balançar o bebê, como não balançar o bebê. O que comer, o que não comer.
Há também um ligeiro desajuste hormonal. Coisa boba, que te deixa só um pouquinho chorona e irritada.
Você sobe na balança e apesar de ter parido um bebê, placenta, e todo o resto, ainda assim o ponteiro nem se mexe.
Que merda de balança é essa? 
*pensa em tacar a balança na parede* 
O que? Eu aqui preocupada com peso enquanto crianças passam sede na África?
*se joga no chão e se acaba em lágrimas*
Mas passa. E some da memória.
Um belo dia, na calada da noite, um duende entra no seu quarto, e deleta os últimos 3 meses.
Você acorda sem saber como aquele serzinho que cabia no seu antebraço, agora sorri e mostra traços de uma personalidade forte.
E assim, num piscar de olhos, vem uma nova realidade.
Rotina.
Dia, após dia, após dia.
A vida em piloto automático.
Aonde você se escondeu? Aonde foi parar?
Por acaso os seus filhos sabem o que você ama fazer?
Eu sei, eu entendo, a maternidade penetra nos ossos. Gruda no DNA.
Acontece que o maior amor do mundo requer energia. Toda-energia-de-cada-uma-das-suas-células.
O amor consome. E por mais que você queira, é impossível recarregar só com os filhos.
É uma daquelas promessas irreais, do tipo emagreça comendo.
Faça algo por você.
Vá correr, vá para o clube do livro, yoga online, tricô nas quartas-feiras.
Reescreva os seus sonhos. Os seus. Os que moram em você.
Encontre-os.
É tão fácil lutar pelos filhos, amigos, parentes.
Se faça um favor, nem que seja em nome da sua família, mas lute por você também.

4 comentários sobre “Lute por você também

  1. Minha filha está completando três meses hoje, então esse texto veio a calhar. Consigo me identificar com vários trechos dos teus textos, mas ainda acho que a maternidade – como várias outras experiências na vida – são vividas de forma essencialmente pessoal, o que acaba por torná-la incomparável. Minha filha dorme a noite toda no bercinho dela desde o 30o dia de vida, sem acordar para mamar. Ela é um doce! Quase não chora, sorri e interage conosco o tempo todo. Aceita ficar no carrinho, na cadeirinha, no chão… Não tenho queixas! Pode ser que eu tenha tirado a sorte grande, mas me parece que o estado de espírito (e comportamento) do bebê são um reflexo direto do que os pais – em especial a mãe – sente. Se estou tranquila, ela também está. Se estou angustiada, ela absorve isso e fica mais chorona. Estou curtindo cada minuto com ela, porque em breve terei que retornar ao trabalho e, aí sim, estabelecer uma rotina que inclua uma parte de mim que ficou totalmente esquecida nos últimos meses: a profissional. Para mim, a questão não foram os 1os três meses, mas o que vem pela frente…

    Curtir

  2. Olá,
    Concordo com vários trechos. Os 3 primeiros meses realmente são barra, especialmente se o bebê tiver cólicas, como teve a minha Elisa. Tudo passou a girar em torno dela: a hora de eu comer, de dormir, de tomar banho, o que eu podia e não podia comer, …
    Mas aí, com 2 meses e meio, i duende entrou na minha casa e aliviou a minha rotina. As cólicas passaram, ela passou a dormir mais profundamente e daí eu pude olhar novamente prá mim e recarregar minhas forças.

    Curtir

  3. Chorei… admito, simples e assim…chorei… Assim, q me sinto…mas, ainda nao me encontrei e isso me deixa nessa batalha do amor e frustracao… do comodismo e vontade de ser, fazer algo… na batalha de me achar e dar o primeiro passo.. . Adorei seu blog, simples , direto e profundo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s