Neve, chocolate, brigas e noivado.

Já que contei a história do casamento, vim contar a do noivado. 
Como eu disse no outro post, eu já estava mais do que careca, quase fazendo implante capilar, esperando o João me pedir em casamento. Até que…
Abril de 2011, fomos para uma estação de ski aqui perto. 
Sempre que vamos para as montanhas é a mesma coisa. Divertido e cheio de brigas.
Quer saber se o seu relacionamento é forte mesmo? Vá aprender um novo esporte com o seu marido. 
Dica: Peça pra ele te ensinar. Se for começo de namoro não vale. Tem que ser amor antigo. 

O meu marido faz snowboard bem. Assim, nada super sônico, mas faz bem. Vai rápido, pula umas rampinhas.
Já eu… Digamos que eu tento. E caio. Tento. E caio. E tento mais um pouco.
E tenho um problema sério com o chocolate quente que vendem por lá.
A cada 3 descidas, eu preciso parar para o chocolate.
Para ser sincera eu ja vou descendo pensando no chocolate. 
Já o meu marido não. Na estação de ski ele vive de luz. Não pode perder tempo. 

E assim, estas diferenças deixam meu respectivo meio impaciente (puto). E eu um pouco irritada (possuída).
Toda vez é a mesmíssima coisa. E a gente se diverte demais. E adora. Vai entender?
Mas voltando ao pedido de noivado. 
Neste dia o João veio com um papo que deveríamos pegar a gôndola até o mega topo da montanha.
Na hora disse que nem pensar. Nem a pau Juvenal. Sabia que ele ia me fazer descer de lá de cima. Esta descida é praticamente uma linha reta pra baixo.
E ele jurando que iríamos até lá só para admirar a vista. Que poderíamos voltar de gôndola.
Depois de muita insistência e de fazer ele jurar pela vida de todos os familiares, topei. 
Chegando lá, um vento do inferno. Frio. Aquele vento que corta o rosto. 
Desci da gôndola, admirei a paisagem por 30 segundo e:

” – Muito lindo, já podemos descer?”

Hoje em dia eu morro de rir porque ele conta que toda vez que eu virava para olhar a vista, ele se ajoelhava. 
Quando eu ia desvirar, ele ficava com vergonha e levantava. Tipo filme do Mr. Bean.
Até que numa dessas, me virei e dei de cara com ele lá, ajoelhadinho.
Até o frio sumiu!
Descemos de gôndola e provavelmente passamos o dia brigando um pouco mais, pra não perder a tradição da montanha.
Coisas do amor… ❤️

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s