Salvei o arroz

Sabe quando a sua casa parece que vai desmoronar?
Fim de tarde, criança chorando, arroz secando na panela, secretária do dentista ligando para confirmar a consulta, filho do meio berrando de fome, o marido perguntando se você viu a chave L (como se você soubesse que ralhos é uma chave L). Toda mãe conhece bem estes momentos.
Situações onde você só não cai dura estatelada no chão porque não pode deixar queimar o jantar.

E diante deste caos, lá vem o adolescente. Ele vê você correndo de um lado para o outro, descabelada, abrindo tampa de panela, atendendo o telefone, levantando as almofadas do sofá em busca da chave V, aliás L, que você nem sabe que cara tem. 
Pois bem, o adolescente vê tudo isso, e mesmo assim aparece na sua frente e diz:

-Mãe eu tava pensando, este ano para o meu aniversário…

Pausa para uma informação importante. O aniversário dele é daqui s-e-t-e meses.

-… Eu vou querer de presente esta chuteira aqui… (mostra a foto no laptop que segura com as mãos).

Sinto o cheiro do arroz queimando. 
O adolescente continua:

-Será que você pode adiantar o presente e comprar já? Tá aqui ó. No amazon.

Ele fica ali parado, esperando a resposta.
O cheiro do arroz queimando se intensifica. O choro do outro filho ecoa no ouvido juntamente com o barulho do marido revirando a casa em busca da chave W.
Que hora boa para pedir presente de aniversário adiantado.

Juro que gostaria de ter uma câmera escondida para ver a minha cara diante desta pergunta, neste momento tão, tão, digamos assim, oportuno.
Dentro de mim eu me pergunto se isso é vida real. 
Não pode ser.
Devo estar participando de algum reality show. 
É um experimento científico. Só pode.
Conto até quatro mil e vinte seis. 
Meu marido anuncia que achou a chave M.
Corro em direção ao arroz.
O adolescente vem atrás, empurrando o laptop em minha direção.

Eu ri. Aliás eu gargalhei. Neste dia em particular eu não surtei. Todos os outros dias eu teria tido um ataque. Mas ali a situação era tão absurda que me deu crise de riso. Só consegui responder:
-Depois, depois…
Ufa, deu tempo, salvei o arroz.

Por favor, me falem, é só aqui em casa que isso acontece?

Instagram: @a.maternidade

3 comentários sobre “Salvei o arroz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s